Voltar

Dores, Remédios e Cachorros

O que você precisa saber sobre medicamentos e pets

03/05/2022 | Cuidados • Tempo de leitura: 2 minutos
Compartilhar

Todos os medicamentos para animais devem ser prescritos obrigatoriamente por um médico veterinário. Contudo, muitas vezes em situações emergenciais, alguns tutores acabam oferecendo remédios humanos aos doguinhos, buscando conseguir uma melhora rápida do seus pet. 

Medicações humanas não são adequadas para animais sem uma avaliação e recomendação direta de um profissional. Esse tipo de erro, ao inves de conseguir uma melhoria, poderá resultar numa piora do quadro de saúdo de seu amiguinho. 

É importante estarmos atentos a essas indicações, sobretudo ao lembrarmos que os remédios aprovados para o uso humano foram analisados e testados pensando nos efeitos e sintomas humanos. Os processos de farmacodinâmica e farmacocinética são muito diferentes nos distintos organismos humano e animal.

Alguns remédios comuns em nossas casas, mas que são ALTAMENTE CONTRA-INDICADOS para Cães:

  • Ácido Acetilsalicílico (Doril, Melhoral e Aspirina)
  • Diclofenaco (Voltaren e Cataflan)
  • Paracetamol (Tylenol)
  • Ibuprofeno (Advil)
  • Antidepressivos
  • Benzodiazepínicos
  • Nimesulida
 

Somente o médico veterinário é quem irá indicar o modo de tratamento mais adequado para o seu doguinho.

Segundo nosso Médico Veterinário e Diretor de Operações Maurício Tomaz, apesar dos cuidados de saúde serem conduzidos imprescindivelmente por um profissional especializado você pode tomar alguns cuidados caso perceba algum tipo de dor no seu pet: 

Repouso: em caso de dores na articulação ou musculares, é recomendável restringir o exercício físico, sendo mantido isolado, sem objetos e móveis que lhe estimulem a subir, pular ou fazer travessuras. Também é importante acompanhar seu doguinho e ter em mãos uma coleira, caso isso seja necessário para que ele melhore o mais rápido possível. 

Conforto: o conforto do seu pet é importante para melhorar seu bem-estar. Por isso, o tutor deve buscar aconchegá-lo em em locais confortáveis, com higiene e tranquilidade. 

Nutrição: uma nutrição leve, de boa qualidade, além de contribuir para uma boa função digestiva, irá reduzir seu desconforto. Se a dor for na boca do seu doguinho, procure oferecer uma alimentação mais umidecida, macia, reduzindo a atividade bucal

Calor: uma alternativa interessante para alguns casos é aplicar calor, a exemplo de uma compressa quente na área dolorida ou lesão, melhorando o funcionamento da circulação e diminuindo a dor do seu doguinho.

iDog é Conforto, carinho e segurança! Somos apaixonados por cães! Banho, tosa e outros serviços na porta da sua casa! Sem stress! Nem pra você, nem pra ele! 
 

Compartilhar
Tags: Cuidados
SE VOCÊ CURTIU ESSE POST, INSCREVA-SE E RECEBA NOSSO CONTEÚDO EM PRIMEIRA MÃO Promoções, novidades, dicas, ações sociais direto na sua caixa de e-mail ou WhatsApp